Hyundai i30: Como funciona o sistema de airbags?

Como funciona o sistema de airbags?

O sistema SRS é composto pelos seguintes componentes:

(1) Módulo do airbag frontal do condutor/módulo do airbag de joelho do condutor

(2) Módulo do airbag frontal do passageiro

(3) Módulos dos airbags laterais/ sensores de impacto laterais

(4) Módulos dos airbags de cortina

(5) Conjuntos dos pré-tensores dos retractores

(6) Luz de aviso de airbag

(7) Módulo de controlo SRS (SRSCM)/Sensor de capotamento

(8) Sensores de impacto frontais

(9) Sensores de impacto lateral

(10) Indicador de activação/ desactivação ("ON/OFF") do airbag frontal do passageiro (só no banco do passageiro da frente)

(11) Interruptor de activação/ desactivação ("ON/OFF") do airbag frontal do passageiro

O módulo SRSCM monitoriza continuamente todos os componentes do SRS com a ignição ligada, de modo a determinar se o impacto de uma colisão é suficientemente forte para activar oenchimento do airbag ou o prétensor do cinto de segurança.

Luz avisadora SRS

A luz avisadora do airbag SRS (sistema de retenção suplementar) no painel de instrumentos apresenta o símbolo de airbag que se vê na imagem. O sistema analisa o sistema elétrico dos airbags para detetar eventuais avarias. A luz indica que existe um problema potencial com o sistema de airbags do seu veículo, incluindo os airbags laterais e/ou de cortina usados para proteção em caso de capotamento (nos veículos equipados com sensor de capotamento).

AVISO

Se houver uma avaria do SRS, os airbags podem não insuflar corretamente durante um acidente, aumentando o risco de ferimentos graves ou morte.

Qualquer uma das seguintes situações indicia uma avaria do SRS do seu veículo:

  • A luz não se acende durante cerca de seis segundos quando o interruptor da ignição está na posição ON.
  • A luz não se apaga depois de estar acesa cerca de 6 segundos.
  • A luz acende-se com o veículo em andamento.
  • A luz começa a piscar com o motor a trabalhar.

Recomendamos que o SRS seja examinado assim que possível num concessionário HYUNDAI, se estas condições se verificarem.

Durante uma colisão frontal moderada a grave, os sensores detetam a desaceleração rápida do veículo. Se a taxa de desaceleração for suficientemente elevada, a unidade de comando faz insuflar os airbags dianteiros, na altura e com a força necessárias.

Os airbags dianteiros ajudam a proteger o condutor e o passageiro da frente, ao reagirem a impactos frontais em que os cintos de segurança apenas não garantiriam uma retenção adequada. Quando necessário, os airbags laterais ajudam a proteger em caso de impacto lateral ou capotamento, ao apoiarem a parte de cima do corpo dos ocupantes.

  • Os airbags só estão ativados (capazes de se insuflar, se necessário) se o interruptor da ignição se encontrar na posição ON.
  • Os airbags disparam na eventualidade de certas colisões frontais ou laterais para ajudar a proteger os ocupantes contra danos pessoais graves.
  • Não há nenhuma velocidade que, por si só, active o enchimento dos airbags. De um modo geral, os airbags estão concebidos para encher em função da intensidade e da direcção da colisão, sendo estes dois factores que determinam se os sensores enviam ou não um sinal electrónico de activação/ inflação.
  • O disparo do airbag depende de um número de fatores, incluindo a velocidade do veículo, os ângulos de impacto e a densidade e rigidez dos veículos ou objetos atingidos pelo seu veículo durante a colisão.

    Os fatores determinantes não se limitam aos acima indicados.

  • Os airbags frontais enchem e esvaziam-se completamente num instante. É praticamente impossível ver os airbags a encher num acidente. É muito mais provável que veja apenas os airbags já vazios e saídos dos respectivos compartimentos após a colisão.
  • Além de dispararem nas colisões laterais graves, nos veículos equipados com sensor de capotamento, os airbags laterais e/ou de cortina também disparam se o sistema detetar um capotamento.

    Quando o sistema deteta uma situação de capotamento, os airbags de cortina permanecem insuflados durante mais tempo para impedir que os ocupantes sejam projetados para fora do veículo, especialmente em conjunção com os cintos de segurança. (se equipado com um sensor de capotamento).

  • Para reforçar o nível de proteção, os airbags têm que insuflar rapidamente. A velocidade de insuflação dos airbags é uma consequência do tempo extremamente curto necessário para insuflar o airbag entre o ocupante e as estruturas do veículo antes do ocupante ser projetado contra essas estruturas.

    A velocidade de insuflação reduz o risco de lesões graves e potencialmente fatais e, assim, é um elemento necessário na construção dos airbags.

    No entanto, a própria insuflação rápida dos airbags pode causar ferimentos, incluindo abrasões faciais, contusões e fraturas ósseas, porque a velocidade de insuflação faz os airbags expandirem-se com uma força enorme.

  • Existem até circunstâncias em que o contacto com o airbag pode causar ferimentos fatais, especialmente se o ocupante estiver sentado demasiado perto do airbag.

É possível tomar algumas precauções para reduzir o risco de ferimentos causados pelo disparo do airbag. O maior risco consiste em estar sentado demasiado perto do airbag. Os airbags precisam de espaço para se insuflarem.

Recomendamos que os condutores se sentem de forma a afastar o tronco o mais possível do centro do volante, desde que continuem a manter o controlo do veículo.

Como funciona o sistema de airbags?

Se o módulo SRSCM detectar um impacto suficientemente forte na dianteira do veículo, activa automaticamente os airbags frontais.

Como funciona o sistema de airbags?

Aquando da activação, as costuras moldadas directamente nas coberturas almofadadas separam-se sob a pressão da expansão dos airbags. A continuação da abertura das coberturas permite então o enchimento total dos airbags.

Um airbag completamente insuflado em combinação com um cinto de segurança corretamente utilizado, retarda o movimento para a frente do corpo do condutor ou do passageiro da frente, reduzindo o risco de ferimentos na cabeça e tórax.

Como funciona o sistema de airbags?

Depois de encher completamente, o airbag começa imediatamente a esvaziar-se, permitindo ao condutor continuar a olhar para a frente e comandar a direcção ou utilizar outros comandos.

AVISO

Para evitar que os objetos se transformem em projéteis perigosos quando o airbag do passageiro dispara:

  • Não instale nem coloque quaisquer objetos (suportes para bebidas, caixas de CDs, autocolantes, etc.) no painel do passageiro da frente por cima do porta-luvas onde está localizado o airbag do passageiro.
  • Não instale um desodorizante ambiente líquido perto do combinado de instrumentos ou na superfície do painel de instrumentos.
    Veja também:

    Hyundai i30. Receção AM (MW, LW)
    As emissões AM conseguem ser captadas a maiores distâncias do que as emissões FM. Isso acontece porque as ondas de rádio AM são transmitidas a mais baixa fre ...

    Chevrolet Cobalt. Visão geral da cobertura da garantia
    Não existem quaisquer garantias com relação ao veículo adquirido, expressas ou inferidas, declaradas pela Concessionária na condição de vendedora e ...

    Modelos



    © 2017 Todos os direitos reservados