Hyundai i30: Inscrições laterais dos pneus

Hyundai i30 / Manutenção / Pneus e rodas / Inscrições laterais dos pneus

Esta informação identifica e descreve as características fundamentais do pneu e fornece o número de identificação do pneu (TIN) para certificação de acordo com as normas de segurança. O TIN pode ser usado para identificar o pneu na eventualidade de uma ação de chamada.

nscrições laterais dos pneus

1. Nome do fabricante ou da marca

É indicado o nome do fabricante ou da marca.

2. Designação da dimensão do pneu

A parede lateral do pneu está marcada com a designação da dimensão do pneu. Vai precisar desta informação, quando procurar pneus novos para o seu carro. A seguir explicamos o significado das letras e números que formam a designação da dimensão do pneu.

Exemplo de designação de dimensão de pneu: (Estes números são fornecidos como exemplo apenas, a designação da dimensão dos pneus do seu carro pode variar, conforme o veículo.)

205/55R16 91H

205 - Largura do pneu em milímetros.

55 - Razão largura/altura. Relação da altura do pneu com a respetiva largura.

R - Código de construção do pneu (Radial).

16 - Diâmetro do aro em polegadas.

91 - Índice da carga, um código numérico associado com a carga máxima que o pneu pode suportar.

H - Símbolo do índice de velocidade.

Para mais informações, consulte o quadro dos índices de velocidade nesta secção.

Designação da dimensão da jante

As jantes também estão marcadas com informações importantes e necessárias se as pretender substituir. A seguir explicamos o significado das letras e números da designação da dimensão.

Exemplo de designação de dimensão de jante:

6,5JX16

6,5 - Largura do aro em polegadas.

J - Designação do contorno do aro.

16 - Diâmetro do aro em polegadas.

Índices de velocidade dos pneus

O quadro abaixo apresenta muitos dos índices de velocidade atualmente utilizados nos pneus dos ligeiros de passageiros. O índice de velocidade faz parte da designação da dimensão do pneu inscrita na parede lateral do pneu. Este símbolo corresponde à velocidade máxima segura suportada por esse pneu.

3. Verificação da vida útil do pneu (TIN: Número de identificação do pneu)

Os pneus com mais de seis anos, com base da data de fabrico, (incluindo o pneu sobresselente) devem ser substituídos por pneus novos. A data de fabrico encontra-se na parede lateral do pneu (possivelmente na parte de dentro), com o código DOT. O código DOT é uma série de números e letras inscritos no pneu. A data de fabrico corresponde aos quatro últimos dígitos (caracteres) do código DOT.

DOT : XXXX XXXX OOOO

A parte da frente do DOT corresponde ao número de código da fábrica, dimensão do pneu e padrão da banda de rodagem e os últimos quatro números indicam a semana e o ano de fabrico.

Por exemplo: DOT XXXX XXXX 1517 significa que o pneu foi produzido na 15ª semana de 2017.

4. Composição e material da tela do pneu

O número de camadas ou telas de material têxtil revestido a borracha está indicado no pneu. Os fabricantes dos pneus também têm que indicar os materiais usados no pneu, que incluem aço, nylon, polyester e outros. A letra "R" significa construção radial; a letra "D" construção diagonal e a letra "B" significa construção oblíqua para reforço mútuo das lonas do pneu.

5. Pressão máxima permissível

Este número corresponde à quantidade máxima de pressão de ar suportada pelo pneu. Não ultrapasse a pressão máxima permissível de enchimento do pneu.

Para mais informações sobre a pressão recomendada, consulte a etiqueta Informações sobre Pneus e Cargas.

6. Capacidade máxima de carga do pneu

Este número indica a carga máxima em quilogramas e libras suportada pelo pneu. Quando substituir os pneus do veículo, use sempre pneus com o mesmo índice de carga dos pneus de fábrica.

7. Classificação do pneu

As classificações de qualidade encontram-se na parede lateral do pneu entre o ombro e a largura máxima do pneu.

Por exemplo:

DESGASTE 200

TRAÇÃO AA

TEMPERATURA A

Desgaste da banda de rodagem

A classificação de desgaste da banda de rodagem é uma avaliação comparativa baseada na taxa de desgaste do pneu quando testado em condições controladas numa pista de ensaios oficial. Por exemplo, na pista de ensaios oficial, um pneu com a classificação 150, terá um desempenho em termos de desgaste uma vez e meia (1½) superior ao de um pneu com a classificação 100.

No entanto, o desempenho relativo dos pneus depende das condições concretas de utilização, podendo diferir da norma de forma significativa devido a variações nos estilos de condução, cuidados de manutenção e a diferenças nas características das estradas e do clima.

Estas classificações estão inscritas nas paredes laterais dos pneus para automóveis de passageiros. Os pneus disponíveis para o seu veículo enquanto equipamentos de série ou opcionais podem variar no que diz respeito à classificação de qualidade.

Tração - AA, A, B & C

As classificações de tração, da mais elevada para a mais baixa, são AA, A, B e C. Estas classificações representam a capacidade do pneu para parar em piso molhado, segundo medições realizadas em condições controladas em superfícies de ensaio de asfalto e betão, conforme especificações oficiais. Um pneu marcado com C tem provavelmente um fraco desempenho em termos de tração.

AVISO

A classificação de tração atribuída a este pneu baseia-se em ensaios de tração em travagem em linha reta e não inclui as características de aceleração, viragem, aquaplanagem ou tração de ponta.

Temperatura -A, B & C

As classificações de temperatura são: A (a mais elevada), B e C, representando a resistência do pneu à geração de calor e a sua capacidade de dissipação do calor quando testado em condições controladas montado numa roda de ensaio num laboratório fechado.

As temperaturas elevadas contínuas podem provocar a deterioração do material dos pneus, reduzindo a sua durabilidade, e uma temperatura excessiva pode até resultar numa falha repentina dos pneus. As classificações B e A representam níveis de desempenho na roda de ensaio do laboratório superiores ao limite mínimo exigido por lei

AVISO

A classificação de temperatura deste pneu foi definida a partir de um pneu com a pressão de enchimento apropriada e sem excesso de carga. Velocidade excessiva, pressão insuficiente, pressão excessiva, ou carga demasiada, quer em separado quer em conjunto, são fatores que podem provocar o desenvolvimento de calor e uma eventual falha repentina do pneu. Se o fizer, pode perder o controlo do veículo e causar um acidente.

    Veja também:

    Lexus CT200h. Condução do veículo
    Cumpra com os seguintes procedimentos para garantir uma condução segura: Colocar o sistema híbrido em funcionamento Condução Com o pedal do travão pres ...

    Citroën C4. Auto-rádio/Bluetooth
    O sistema encontra-se codificado de forma a funcionar apenas no seu veículo.   Por motivos de segurança, o condutor deve realizar as operações que necessitam ...

    Modelos



    © 2017 Todos os direitos reservados 0.0259